quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Método Doman: ensinando o bebê a ler


Nunca tinha ouvido falar sobre o Método Doman. Recebi uma indicação de uma escola nova aqui de Brasília chamada Kingdom Kids, cujo diferencial é a utilização desse método no aprendizado dos bebês e crianças de zero a cinco anos. Fui, então, pesquisar um pouco sobre o assunto.
Pesquisando na internet, encontrei o blog maravilhoso da Ana Júlia: Torne seu filho mais inteligente. Compreendi que o método consiste em ensinar o bebê a ler através de cartões. Não sou formada em psicologia, nem em pedagogia. Apenas sou uma mãe leiga que se interessa sobre estimulação de bebês. Música, livros e brinquedos inteligentes já fazem parte das nossas brincadeiras há muito tempo. Mas ensinar a ler... Para que ensinar o meu filho a ler antes do tempo?
Deixei um comentário no blog da Ana Júlia com algumas perguntas sobre o método, especialmente se desgasta a criança ou prejudica a alfabetização. A Ana Júlia, muito atenciosa, logo me respondeu que o método não desgasta nada a criança, mas somente a mãe que precisa dispor de tempo para fazer os cartões com as palavras e organizar todo o material. Disse também que não atrapalha o processo de alfabetização. Pelo contrário, facilita.
Fiquei curiosa e fui conhecer a escola. O sócio me explicou um pouco sobre o método, que é baseado nos três livros de Glenn Doman: “Como multiplicar a inteligência do seu bebê”, “Como ensinar seu bebê a ler” e “Como ensinar matemática a seu bebê”. Nas aulas de desenvolvimento da inteligência são utilizados os recursos do Método Doman denominados “cards” e “bits de inteligência” relativos ao conteúdo ministrado (conhecimentos gerais, matemática, ciências, línguas estrangeiras, leitura, etc.). A sequência de palavras é apresentada aos bebês e crianças de forma prazerosa. Nada é forçado, mas as crianças ficam curiosas e começam a memorizar as palavras apresentadas. Em pouco tempo já reconhecem as palavras e compreendem o significado, associando a imagem da palavra à imagem do objeto que ela representa.
Segundo o sócio, o método é bastante aplicado nos Estados Unidos, com ótimos resultados, pelas mães que alfabetizam os filhos em casa. Ao ingressarem na escola, essas crianças costumam apresentar um resultado até superior à média dos alunos. Como no Brasil a maioria das mães trabalha fora, não existe o costume de alfabetizar os filhos em casa e as crianças iniciam na escola bem cedo. Por isso, o Método Doman é pouco conhecido por aqui. Algumas mães conheceram os livros de Glenn Doman e aplicam o método com o auxílio de sites, blogs e comunidades reais e virtuais. Elas garantem que o resultado é excelente. Escolas que aplicam o Método Doman ainda são raras: somente em Brasília e São Paulo.
O sócio da escola também me contou sobre a capacidade cerebral do bebê e alertou que devemos aproveitar a oportunidade em que eles estão mais aptos a aprender (zero a seis anos) para estimular o cérebro ao máximo. Com dois anos e quatro meses, o Henrique já está “velho” para começar a ser estimulado pelo método, mas ainda é possível “recuperar o tempo perdido”.
Os defensores do método explicam que a criança só tem capacidade para aprender a escrever por volta dos seis anos devido à coordenação motora. Porém, desde o nascimento o bebê já está apto a aprender a ler. Ler significa ver uma imagem e compreender o seu significado. Por isso, é um erro deixar para ensinar a ler e escrever simultaneamente, somente na fase alfabetização. Para que retardar a leitura por causa da escrita se o bebê já tem capacidade para aprender ? Para eles, acelerar a capacidade de leitura significa fazer com que a criança compreenda melhor o mundo e os seus sinais, facilitando a comunicação.
Gostei bastante da escola e do espaço físico. A proposta também é muito interessante. Acho que as mães de Brasília deveriam passar lá para conhecer a escola. Decidi não mudar o Henrique de escola porque estamos completamente satisfeitos e adaptados à atual. A escola utiliza o método convencional, mas é tradicional aqui em Brasília e fica bem perto da minha casa, o que facilita bastante.
Achei interessante a proposta do Método Doman. Ensinar a ler pode realmente trazer muitos benefícios à criança, estimulando-a a ser mais inteligente e curiosa. Mas inteligência é algo muito subjetivo. Os pais não devem acreditar que o fato de ensinar o filho a ler o tornará brilhante ou superior às outras crianças. Acredito que o fundamental para garantir felicidade e sucesso na vida é a inteligência emocional, que nenhum método ensina. Mais importante do que ensinar o filho a ler é ensiná-lo a ter independência e auto-estima, a organizar as próprias coisas, a prestar atenção nas outras pessoas, ser prestativo e carinhoso, cuidar de um animal, apreciar e respeitar a natureza, e tantas outras coisas.
Vou tentar fazer alguns cartões para variar as brincadeiras. Para quem quiser se informar, a Ana Júlia dá ótimas dicas para aplicar o Método Doman no blog Torne seu filho mais inteligente. Ela aplicou o método em casa e o resultado foi maravilhoso, especialmente no desenvolvimento da fala. Segundo ela, o vocabulário da filha foi aumentando à medida que ela introduzia as palavras nos cartões. Com dois anos, a menina já falava frases inteiras bem complexas.
Gostei muito de aprender um pouco sobre o Método Doman. Se a mãe tem tempo para estimular o filho, acho que deve tentar. Desde que seja prazeroso, é claro! E nada de achar que o filho será melhor do que os outros!

22 comentários:

Camila Gomes disse...

Telma, adorei esse método, vou tentar fazer essa brincadeira por aqui também. E vou procurar saber se existi uma escola perto de casa com esse método!
Nunca imaginei que os bebês ja pudessem começar a ler desde que nascem, muito legal!
Beijos Ca

Angi disse...

ADOREII!
Guria, vou ver se consigo esse livro para aplicar o método por aqui!
Não conhecia e achei muito legal, olha que fofura a menina "lendo"!rs
Vou compartilhar o texto no face, achei ótimo!
Saudades,amiga!
Como estão vocês?O fofo do Henrique?
Beijos mil

Ana Júlia disse...

Uau, Telma! Que legal essa divulgação. Realmente, há muitas coisas mais importantes do que ensinar o seu bebê a ler. Mas tudo o que fizermos para estimular nossos filhos, não será em vão. Seja música, conversa, carinho ou brincar com palavrinhas. Assim como a criança pode associar uma imagem a um significado, também pode associar uma palavra a um significado.

Aqui em casa, eu usei o método pra estimular a fala da minha bebê. Fiz vários livrinhos. Numa folha escrevia a palavra em vermelho; na folha seguinte colava a figura correspondente. Era muito legal.

Minha Maria disse...

Sensacional! Vou me informar mais...adorei amiga! beijos

Testes da mamãe disse...

Adorei a dica, vou tentar fazer aqui em casa com Vinicius, acredito que tudo que estimular os bebês vale a pena e trás muito benefícios.

bjsssssssss

Mon Maternité disse...

É tipo o que o personagem do Robert de Niro faz com o neto no filme "Entrando Numa Fria Maior Ainda"?!? Acho muito legal essas formas de estimulação dos frutinhos, mas é preciso ter amor e disposição para realizá-las, porque tem que ser diário e só delegar a escola não vale! Aqui em casa não daria certo, é como querer matricular um filho num colégio internacional e você só falar inglês!

Mas você sempre nos traz conhecimento e novas coisas para pensar e repensar! Obrigada!

Ah, tá rolando sorteio no blog, ficaria feliz com sua participação!

Beijos, Má
www.monmaternite.com

Fabrisia Garcia disse...

Oi Telma,
Já sigo o blog da Ana Julia, e fiz vários exercícios que ela ensina na época que treinava o Davi para engatinhar... e deu td certinho, sabia??? Agora vou tentar me aprofundar nesse método Doman. Tb fui conhecer a Kingdom Kids e adorei td. Mas depois quero trocar mais informações com vc sobre esta escola tradicional pertinho da gente, para eu me decidir melhor para a matrícula do próximo ano.
Bjinhos
Fabrisia

Cristiane disse...

Muito bom eu não sabia que tinha este nome mas qdo minha irmã era pequena nós faziamos com ela. vou entrar no blog pra ler mais ... Telma e seu filho está passando os dias com vc ou está na escolinha? Bjim da Cris

Sylvia disse...

Telma, confesso que quando comecei a ler pensei "será que esse povo tá ficando doido?". Mas aí li até o final de seu post e corri no outro blog para ler com calma como funciona o tal método. E eu como professora nunca havia ouvido falar dele, mas tem toda razão de ser... achei super interessante e irei colocar em prática aqui em casa e na escola também, apesar que de acordo com a escritora ambos os casos as crianças estejam "velhas" para isso, mas irei tentar. Adorei e muito obrigada por partilhar essa informação com a gente. Beijos mil

Laura D. disse...

Telminha, tudo com bom senso deve dar certo, né? Muito importante isso que vc disse: é para estimular o bebê, e não para querer que ele seja qualquer coisa "mais" do que os outros.
Importantíssimo saber de tantas coisas novas que andam testando por aí!
Um beijão!

Micha Descontrolada disse...

Boa noite, tô passando aqui pra divulgar um sorteio que Atelier Graça Veloso está realizando de um conj. de 3 peças para bebês, composto de toalha de capuz, babadouro e toalha de mão. Inscrições até o dia 26/10. Não perca!!!
http://www.atelierveloso.com/

Aguardamos sua visita e inscrição!!!
Corra logo que faltam poucos dias para o sorteio!!!

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Olá querida!!!

Venho convidar, para mais um SORTEIO no meu blog, será de BRIGADEIROS GOURMET...

Espero você lá!!!

LINK: http://tatidesignercake.blogspot.com/2011/10/sorteio-brigadeiro-gourmet.html


www.tatidesignercake.blogspot.com

Juliani disse...

Telma não acredito que ainda não tinha lido esse post!
Não estou recebendo as atualizações do seu blog no meu!
Que legal! Vou fazer em casa!
Beijos

Tchella disse...

é a primeira vez que passo no seu blog, amei esse post menina!!! ameiii vou amanha mesmo numa livraria, bá... quero muito!

Anônimo disse...

Comecei esta semana com meu filho de 2 anos e 8 meses. Cinco cartões com desenhos no verso: porco, lobo, madeira, palha, tijolo. Com isso usei a história dos três porquinhos. Ele adorou e depois contou a história para mim usando os cartões. Também rotulei a parede, o teto, o armário, a porta, a cama do quarto dele, onde ele lê sempre o nome de cada parte da casa. Ele está muito curioso e motivado. Vou continuar aos poucos, conforme o ritmo dele. Método aprovado.

Cleusa Regina Moura disse...

Comecei a usar esse método a 21 anos atrás com minha filha que hoje é professora, com 8 meses ela já identificava nove palavras, mas tive de parar por interferência da família que achou que eu estava "forçando-a" demasiado. Gostaria de saber se esse método é indicado a crianças autistas não verbais. Por favor se alguém tem maiores informações, meu email é beleuzacleusa@ibest.com.br

João Batista Ribas de Moura disse...

Prezados,

Minha dúvida é bem simples: se a criança aprender a ler tão precocemente, somado a habilidades matemáticas, como irá aguentar uma turma de alunos 'normais' nas primeiras séries do ensino fundamental. Não seria uma tortura para ela aguentar um ritmo tão incipiente?

Anônimo disse...

quem quizer o livro Como ensinar seu filho a ler e o livro Como multiplicar a Inteligencia de seu bebe em pdf, peça pelo email (gratis) muletante@bol.com.br.

Anônimo disse...

SUGIRO Q LEIAM WINNICOTT ESPECIALMENTE
AS MÃES E SEUS BEBES E TB O CAP
O MUNDO EM PEQUENAS DOSES ;


Anônimo disse...

Aplico esse método em meu bebê desde quando ele nasceu, meu bebê esta com 1 e 4 meses e ja sabe ler bastante palavras, é necessario muita dedicação e tempo.

Helton Nogueira Uchoa disse...

O método de Glenn de Doman ("Como Ensinar seu Bebê a Ler") ajuda a desenvolver a concentração das crianças. Recomendado para todos os pais que desejam compartilhar bons momentos com os filhos. Informações sobre o método estão publicadas no blog bebegenio.com.br e recentemente foi lançado um curso sobre a aplicação da fase 1 do método (http://www.cursodamirela.com.br/catalog/info/id:126). Existem poucas escolas que aplicam o método, então os pais são os principais agentes para aplicação e disseminação do mesmo.

Anna Caroline disse...

Olá Telma, sou do RJ, moro atualmente em Brasília e estou em busca de uma creche para meu filho. Encontrei seu blog procurando informações sobre o método Doman.
Teria algum lugar que você me indicaria ou que você tenha gostado muito? Pelo post você não mudou seu filho de escola. Comecei a visitar alguns lugares mas acho que decidir o lugar vai ser mais difícil do que eu imaginava.
Desde já super obrigada!