sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Homeopatia: coincidência ou milagre?


Um dos assuntos mais polêmicos, em se tratando de saúde, é a eficácia da homeopatia no tratamento médico. A maioria dos médicos sequer considera a homeopatia como medicina. Para os leigos, a opinião diverge entre os que tentaram o tratamento homeopático com êxito, ou não.
No momento de escolher o pediatra, fiquei com dúvida se escolheria um homeopata. Algumas amigas estavam muito satisfeitas com o tratamento homeopático. Na minha opinião, homeopatia até poderia funcionar em alguns casos, mas preferi escolher um alopata para cuidar do Henrique. Primeiro, eu achava que não teria paciência e disciplina para utilizar as gotinhas. Segundo, por falta de experiência, eu questionava a eficácia da homeopatia e pensava se valeria a pena submeter o Henrique a um sofrimento desnecessário antes de intervir com um medicamento.
Os defensores do tratamento homeopático dizem que a alopatia combate a doença, enquanto a homeopatia, a sua causa. Por isso, a homeopatia busca o equilíbrio do corpo para que a pessoa fortaleça a própria imunidade e reaja às doenças.
Existem duas linhas na homeopatia, a unicista e a pluricista. Os unicistas buscam um “remédio de fundo”, baseado na personalidade da pessoa, que é utilizado para o tratamento de qualquer doença. Já os pluricistas tratam cada doença com um medicamento homeopático específico.
Voltando para a alopatia, na minha primeira consulta com a pediatra atual, perguntei o que ela pensava sobre a homeopatia. Ela me respondeu que não acreditava no resultado. Ela achava que em alguns casos funciona porque é o próprio organismo que reage. Principalmente para as crianças, ela acredita ser um sofrimento desnecessário. Melhor aguardar o prazo de recuperação, ou intervir com medicamento, se necessário.
Como o Henrique foi para creche desde bebê, começou a adoecer cedo. Com sete meses teve a primeira virose e desde então era difícil passar um mês sem pegar pelo menos uma gripe. Doenças mais graves, ele teve somente laringite, três vezes, e otite, que tive que tratar com corticoides, bombinha e antibióticos.
No início desde ano, o Henrique teve duas crises respiratórias no mesmo mês que precisei tratar com corticoides. A pediatra sugeriu um tratamento para melhorar a imunidade chamado Singulair Baby. Esse tratamento é indicado no tratamento de asmas, bronquites e gripes ou amigdalites de repetição com ótimos resultados. Resolvi, então, experimentar a homeopatia para aumentar a imunidade do Henrique antes de iniciar o tratamento.
Na consulta com o homeopata, ele examinou o Henrique e, de acordo com o meu relato, ele me informou que o Henrique adoecia pouco para uma criança que frequenta escola. Disse também que três crises de laringite não significava que o Henrique tinha um quadro crônico de asma ou bronquite. Por isso, ele passou um tratamento preventivo para que o Henrique não tivesse mais laringite. Ele passou três medicamentos porque segue a linha dos pluricistas.
Para minha alegria e surpresa, comecei o tratamento em março e, desde então, o Henrique não adoece mais. Teve apenas algumas gripes bem leves que ele reagiu muito rápido. Bem diferente de antes em que as gripes levavam no mínimo uma semana para serem curadas e às vezes acompanhavam tosses horríveis.
Meu marido, ainda mais cético do que eu, adorou o resultado. Outro dia, o Henrique começou a tossir bastante de madrugada, meu marido deu as gotinhas, e o Henrique parou de tossir instantaneamente.
Pode ser coincidência, pois, com dois anos, a imunidade realmente melhora bastante. Mas todas as vezes que o Henrique começa a tossir ou escorrer o nariz, damos as gotinhas e o quadro não evolui. Coincidência, ou não, estamos surpresos e felizes com o resultado da homeopatia. Acho que não custa tentar!
Ainda estou com a pediatra alopata que adoro e confio bastante. Ela está surpresa com a imunidade do Henrique. “Telma, tem certeza, que não fizemos nele o tratamento com o Singulair Baby?” “Não, doutora! Devem ser os dois anos!” Segredo nosso que não vou contar para quem não acredita!

14 comentários:

Angi disse...

Amiga querida,
vim agradecer o carinho de sempre, e volto daqui a pouco para ler sobre o assunto, acho ótimo e quero aprender mais!
Beijos em vcs

Juliani disse...

Adorei o tema Telma;
Com todos os problemas do coração eu nem tive escolha se ia ou não medicar o Eduardo com alopatia, mas agora que graças a Deus ele esta bem até pensei no assusto mas confesso que ainda não acredito muito, o Eduardo teve uma laringite e eu nem pensei, a pediatra mandou eu dei antibiótico e corticoide de olhos fechados.
Mas não custa nada conhecer um homeopata né?!

- Futura mãmã ! disse...

Um bom tema ..
Beijo
Boa sexta feira

Angi disse...

Voltei!!
Adoro o tema, e graças a Deus nunca tive que dar remédios para o Antônio, e graças a ele ficar em casa, até realmente a imunidade estar aumentada.rs
Já tenho um médico homeopata super indicado, e quero marcar uma consulta, até para conversar e conhecer mais.
Mas acredito que no seu caso de sucesso não é coincidência nem milagre...é homeopatia!rs
beijos em vocês
ÓTIMO FINAL DE SEMANA!
Angi

Funny Paper disse...

Telma, esse assunto dá pano pra manga; eu nunca tive paciência para tratar as doenças da Jú com homeopatia, sou muito ansiosa para isso, mas acredito que possa ter bons resultados, já usei para minha sinusite que é crônica e deu certo! Agora, não consigo crer nos florais de Bach, já tentei tratamentos com eles algumas vezes e não deu resultados...

Bjs

Sil

Susan disse...

Oi Telma, primeira vez comentando por aqui.
Adorei o tema, primeiro porque quero passar meu filho num homeopata também. Adoro a pediatra dele (alopata), mais acredito muito em "remédios" que combatam a causa.
Quando eu era criança eu tive alergia á chocolate, qualquer chocolate que eu comesse apareciam muitas coceiras pelo corpo todo, e meus pais ao me levarem no médico, era sempre tratado com corticóide, as alergias sumiam e pronto. Quando eu voltava a comer um pedacinho de chocolate as alergias voltavam, até que uma vez eu fiquei com uma ferida na perna que não cicatrizava de jeito nenhum. Meus pais então me levaram num homeopata, ele me receitou o remédio e disse que se não resolvesse que era pra voltarmos lá que ele faria um outro remédio com o próprio chocolate. Gráças a Deus não foi preciso, fazem 26 anos que não sei o que é ter alergia á chocolate (gráças á Deus mesmo, porque eu como chocolate pra caramba, rs).
Ah, á pouco tempo também, uma priminha minha estava fazendo quimioterapia e por conta disso (os remédios são fortíssimos) ela tinha muitas reações que só foram amenizadas com a homeopatia.
Bom, eu tenho muitas razões pra querer a homeopatia pro meu filho, são menos agressivos ao organismo.
Mais não sou radical, se uma hora eu precisar dar um remédio alopata, eu darei sem dúvida. Mais se não precisar... melhor né.

Fica aqui a minha experiência e opinião.

Beijo.

Laura D. disse...

Telminha, eu acredito sim na homeopatia e depois de um problemão que tive de alergia ao amálgama resolvi consultar um homeopata que me passou um tratamento com, dizia ele, corticóides naturais e eu nunca mais tive nada. Vou com certeza aderir também quando tiver os meus filhotes! Beijão!!!

Ivna Pinna disse...

Telma, sou como a Sil, tenho muita pressa pra resolver o problema então vou no alotapa mesmo! hahaha
Mas esse dias, meus olhos tem enxergado muita coisa boa na homeopatia! E depois do teu post vou dá uma estudada melhor.

Beijois

Cristiane disse...

Ai querida já penei muito com o Bruno com a bronquite. agora ele ta fazendo tratamento bronquite e esta muito bem. è uma alternativa a homeopatia, preciso pensar. Que bom que deu certo pro Henrique!!! Cris

MÃE DO GUI disse...

Vira e mexe me pego pensando no assunto, mas sempre qnd vou a pediatra do Gui esqueço de falar, agora lendo aqui vejo o quanto é interessante. Sou meio dicrente, não do tratamento homeopatico, mas de tudo, só acredito vendo, por isso vou começar a experimentar pra ver se gosto e se da resultado.

Vc sempre esclarecendo sobre os assuntos interessantes e clareando as nossas ideias. É por isso que amo vir aqui. Blog super inteligente com a pitadinha de amor e carinho da mamãe.

Bjo jana

Celi disse...

Telma fiquei feliz com o resultado que tiveram com a homeopatia. Acredito muito! Quando morava no Brasil tinha um pediatra Homeopático e alopata. Ele não era radical ao extremo, se percebesse necessidade de remédio, então prescrevia a receita. Adorava!
Mas com certeza ajuda sim na imunidade das crianças. Então, dá-lhe gotinhas e bolinhas...rs
Beijos e boa semana.

Telma disse...

Meninas, eu também nao tenho muito perfil para o tratamento homeopático, pois sou uma mãe super ansiosa. O Henrique nao teve mais crise de tosse , mas se tiver daquelas horrorosas é bem provável que eu leve logo na pediatra alopata que adoro e daremos corticoide mesmo... Mas pela minha experiência, observei que a homeopatia deve mesmo melhorar a imunidade. O que faço mesmo é começar com as gotinhas ao mínimo sinal de tosse ou nariz escorrendo. Agora , se entrar em crise nao sei realmente se vou aguardar muito... Boa sorte para quem quiser tentar! Susan, seja muito bem-vinda por aqui!

Laiz disse...

Telma minha história com a homeopatia é bem longa (você leu o post?), fui "condenada" por mutos médicos alopatas pois tinha alergia a tudoooooooo (muita mesmo...quando criança). Minha mãe, descrente no tratamento aceitou fazê-lo para mais uma tentativa e surpreendentemente deu certo. Quando coloquei o Nino na escola aos 7 nmeses ele que não tinha tido nada, começou a ficar doente e utilizei um trilhão de remédios em 20 dias,e nenhum curava realmente. Dei um basta e comecei a tratá-lo com a homeopatia. Desde então, como o Henrique, o Nino tem resfriados, mas passa logo, as crises de quase um mês de tosse (dos sete meses) não aconteceram mais...vez ou outra tem umas tossinhas...mas logo melhora. Estou hiper satisfeita e o Nino super bem. Acredito muito na homeopatia. As vezes é chato ter que dar aquelas gotinhas várias vezes ao dia... mas acredito que vale a pena. Tenho ainda um alopata, que também não sabe desse meu segredinho!!! rsrs Bjinhossssssssss

Anônimo disse...

Ótima postagem ! Tenho um maninho de 1 ano e 10 meses e ele vive doente, principalmente depois de ter entrado na creche. Já teve otite, faringite, laringite, virose, conjuntivite, e agora sinusite pela 2° vez... São tantos remédios q até assusta. Estive pesquisando e li tbm sobre um medicamento homeopático chamado MUNOSTIM. Alguém já vez uso dele e sabe se é bom ? Meu maninho já yiniu tbm o Singulair Baby e ajudou mto, está para tomar a segunda dose.

Ju Januário