segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A alegria do Circo e da maternidade


Sempre gostei dos espetáculos de Circo e escolhi esse tema para comemorar o primeiro aninho do Henrique. Tinha dúvida quanto a outros temas que eu também gostava, como Fazendinha e Fábrica de Brinquedos. Mas uma amiga me contou sobre a lenda do Circo. Segundo a lenda, quando escolhemos o tema do Circo para celebrar o primeiro ano, a criança recebe de presente a alegria do Circo por toda a vida! É só uma lenda, mas achei tão bonito que achei melhor garantir a alegria na vida do Henrique. Além disso, é um tema colorido, universal e atemporal. Atualmente, os circos estão mais modernos, mas nunca deixarão de existir.
Esses dias eu estava pensando como a maternidade parece um Circo. Só que é a mãe quem desempenha todos os papéis, de palhaço, mágico, equilibrista, domador...
Toda mãe precisa ser um palhaço para divertir o filho e virar criança junto com ele. Tem que ser palhaço, também, para encarar a maternidade com pureza e leveza e aprender a rir até das dificuldades. Um dia o palhaço é a atração principal do espetáculo e levanta a platéia. Em outros, o palhaço está mais triste, desmotivado, um pouco sem graça... Mas ele sempre está lá. Circo não tem graça se tirar o palhaço!
Além de palhaço, toda mãe também tem um mágico dentro de si. Só fazendo mágica para dar conta de todas as tarefas, de mãe, mulher, profissional, esposa, filha, irmã, tia, amiga... Toda mãe aprende a mágica de multiplicar o tempo. Quinze minutos são suficientes para tomar banho, vestir, comer, arrumar a mochila do filho, ler a agenda e ainda conseguir fazer uma brincadeira nessa maratona toda. Se a mãe não tem tempo de brincar, ao menos faz a mágica de arrumar, limpar e lavar enquanto canta para o filho. Além disso, toda mãe aprende a mágica de comer em pé, falar no telefone enquanto corre atrás do filho, entreter a criança enquanto está cozinhando e reinventar todo tipo de brincadeiras.
O mágico é minha atração preferida no Circo. Algumas vezes ele erra e a mágica não dá certo. Em alguns dias a mágica sai perfeita e levanta a platéia. Em outros, parece que a mesma mágica não tem tanta graça. Às vezes, o mágico está mais cansado ou desconcentrado e perde o “feeling” do espetáculo. Mas Circo não tem graça se tirar o mágico!
O equilibrista também está na vida da mãe. Aliás, toda mãe é equilibrista e contorcionista. Fazer tudo o que uma mãe faz, só com muito equilíbrio e contorcionismo. Mãe tem que achar o equilíbrio entre ser doce e firme, amar e educar, corrigir e acolher, ser legal e chata. O mais difícil é encontrar o equilíbrio entre o sim e o não.
Também o equilibrista, às vezes, erra. No Circo é o momento em que fico mais apreensiva. Morro de pena quando o equilibrista erra porque imagino o quanto ele treinou e se esforçou para fazer o seu show. Mesmo quando o equilibrista erra merece aplausos. Merece porque se esforçou. E, mesmo errando, a gente sabe que o equilibrista tem capacidade. Só não conseguiu naquele dia, mas nos outros ele consegue. Foi apenas um dia ruim... Circo não é circo sem equilibrista!
Por fim, toda mãe precisa ser domadora das “ferinhas”. Domador é paciente, doce e carinhoso, mas também é firme e impõe respeito. Se não, o bicho não obedece. Não quero dizer que as mães devem ser bravas, rígidas e chatas. Mas toda mãe precisa adquirir uma postura de autoridade e impor respeito e firmeza.
Nesse ponto, foi só uma brincadeira. Circo com animais é um assunto muito sério (tem até projeto de lei para proibir - eu apóio).
No Circo, em alguns dias o espetáculo todo sai perfeito. Todas as atrações fazem a plateia aplaudir de pé. Em outros dias, algumas atrações se destacam mais que outras. Nem tudo sai conforme o planejado e o esperado. Às vezes, é preciso até improvisar. Mas sempre tem o espetáculo no dia seguinte. No próximo dia desejamos que tudo saia perfeito! O importante é que a alegria nunca deixe de existir, seja no Circo ou na maternidade!
Quem quiser fazer a festa do filho com esse tema alegre e for aqui de Brasília, não deixe de conferir a decoração da empresa Festas Criativas que é linda!

14 comentários:

Funny Paper disse...

Telma!! Adorei a escolha do tema, o mesmo da festa de 1 ano da minha filha, e as analogias que vc fez com as personagens do circo e a mãe!! Vc é muito criativa nos textos que produz, parabéns!!

Bjs

Sil

Celi disse...

Telma que bacana esse tema. Jamais passou todas essas idéias em minha cabeça ao pensar no tema circo. Você contou tudo de uma forma tão interessante. Concordo totalmente! Parabéns pelo aniversário de 1 ano do Henrique. Bela festa!
Beijos

Fabrisia Garcia disse...

Amei o texto... Sempre esperamos que o espetáculo do próximo dia seja perfeito... e aí começamos, damos uma de equilibrista...
Ah, e já sabe que vou copiar td!!!Rs.. festinha de um ano do Davi será no mesmo tema!!!
Bjo grande
Fabrisia

Renata disse...

Vida de mãe é realmente um espetáculo! :)

Adorei o post, adoro esse tema, logo logo minha filha completa 1 aninho e eu ainda não decidi o tema..

Beijos

Angi disse...

Amei o texto amiga!
Linda festa, e belas relações com a vida de mãe!
Muito divertido, e real!
Uma bela semana a vocês!
Grande beijo

Camila Gomes disse...

Que lenda linda, que tema maravilhoso! Agora estou mais confusa ainda com o tema do, primeiro ano do meu filho, nossa que loucura tudo isso, ele só com 7 meses e eu doida atrás das coisas. rs
Somos tudo do circo mesmo, adorei cada descrição sua, acho que todas as mães se encaixaram em todas! rs
Parabéns pelo blog. Adorei!
Beijos Ca

Laura D. disse...

...e a plateia participa daqui, emocionada, cada minutinho deste lindo espetáculo!

yahhh disse...

Alice tem apenas 1 mês e eu não vejo a hora de preparar sua festinha. Nunca tinha pensado nesse tema, mas adorei o significado... Quem sabe também não faço de Circo?? Beiiijoos

Angi disse...

boa tarde,Telma!
beijão querida

Ana Paula disse...

Telma, passando para agradecer seu comentário na minha participação lá no blog da Angi. É uma troca muito enriquecedora. Obrigada

ladodeforadocoracao.blogspot.com

Marth disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
line. disse...

telma! q lindo! tb ja estou começando a pensar no tema da primeira festinha da juju, afinal faltam so 5 meses! como crescem rapido esses babys

Laiz disse...

Adorei o tema Circo... não sabia da lenda...
Realmente nós mães precisamos ser um pouquinho de tudo, doce, autoritária, equilibrista, alegres para conseguirmos cumprir nosso papel. Amo amo poder fazer tudo isso! Bjooooo grande!

Celi disse...

Voltei... para dizer que adorei os seus comentários lá no meu blog.
Beijos.