quinta-feira, 8 de março de 2012

Desfralde sem pressa

A fase de retirada das fraldas costuma causar uma série de dúvidas nos pais. Qual será a hora certa? Esse deve ser um momento tranqüilo, considerado como parte da vida da criança e encarado pelos pais com naturalidade e sem angústias.
Geralmente a criança de dois anos já está preparada para o desfralde. Nessa fase, ela já está bastante independente e se comunica bem, o que facilita muito o processo. Os dois anos inauguram uma série de novidades na vida da criança e também na relação com os pais. A criança está mais madura e pronta para conquistar algumas habilidades que a deixarão menos dependente de seus pais. Eles adoram pensar que já são meninos e meninas crescidos, e não mais bebês.
Devemos lembrar sempre que cada criança tem o seu desenvolvimento e tempo próprio para adquirir as novas habilidades. Os pais devem observar a criança e respeitá-la. Conheço algumas que já estavam prontas para retirar as fraldas antes dos dois anos. Já falavam bem, avisavam quando faziam as necessidades, incomodavam-se com as fraldas. Outras estão mais preparadas perto dos três anos. Retirar as fraldas de uma criança que não tem maturidade suficiente pode causar sérios problemas de incontinência urinária ou de intestino preso. Nada melhor do que dar tempo ao tempo e respeitar a individualidade.
Quanto ao desfralde, nunca tive pressa. Para mim, vantagem e praticidade é usar fraldas. Não consigo entender o motivo pelo qual algumas mães fazem tanta questão de retirar as fraldas tão cedo. Na minha opinião, o melhor a fazer é observar as dicas da criança de que já está preparada. Se a  criança ainda nem sabe falar xixi e cocô, acho melhor esperar.
Com dois anos, achei que o Henrique ainda não estava pronto, mas já comecei a prepará-lo. Passei a perguntar se ele queria fazer xixi ou cocô. No início, ele dizia sempre não. Depois de algumas vezes ele passou a responder que sim. Eu levava e retirava a fralda. Algumas vezes ele fazia, outras não. Fiz isso vários meses. Com dois anos e quatro meses, achei que ele estava preparado. Mas, como eu estava morando fora de casa, achei melhor esperar terminar a reforma. Então, somente retirei com exatos dois anos e meio. 
Tenho certeza que foi na hora certa, pois o processo foi muito rápido. No primeiro dia, foi um terror. Quase desanimei, pois precisei lavar todas as cuecas do Henrique duas vezes. No dia inteiro, ele só acertou duas vezes. De trinta em trinta minutos, eu perguntava se ele queria fazer xixi. Ele sempre respondia que não, mas passava cinco minutos fazia xixi na cueca.
No segundo dia, foi bem mais fácil. Continuei perguntando de trinta em trinta minutos. Ele molhou poucas cuecas. No quarto dia ele mesmo passou a avisar e pedir para ir ao banheiro. Mesmo assim, eu perguntava de hora em hora. Com uma semana, o xixi estava treinado. Já o cocô demorou um pouco mais (cerca de dez ou quinze dias).
Como eu nunca tive pressa, continuei usando a fralda quando saia de casa (por um mês) e também na hora de dormir, na soneca (por dois meses) e à noite. A fralda noturna ainda não tirei, nem pretendo tirar tão cedo, pois amanhece encharcada de xixi.  Sei que faz parte do processo acordar a criança de madrugada para fazer xixi, mas o Henrique demorou tanto para dormir a noite toda que estou aproveitando. Além disso, toma leite e água antes de dormir e, por isso, faz muito xixi.
Comigo foi assim: sem pressa! Cada um tem o seu método e o seu tempo. 
Como adoro livros, quero indicar um muito legal que o Henrique ganhou no aniversário de dois anos. Ajudou bastante a despertar a curiosidade dele. Chama-se Cocô no Trono. Conta a história de vários animais, cada um com seu jeito engraçado de fazer o cocô. O pintinho fica caçoando de todos os bichos até que ele também aprende a fazer o cocô na privada do seu jeito e dar a descarga (tem um botão sonoro que faz o maior sucesso). No dia que o Henrique ganhou o livro, viu no mínimo vinte vezes. Comecei a perguntar: “Henrique, quer fazer xixi na privada, igual ao pintinho?!” Ele achava o máximo! Até hoje ele adora o livro, principalmente na hora de dar a descarga.


8 comentários:

Futura mãmã disse...

Concordo consigo no desfralde e em tudo o que vc disse em primeiro lugar.
E depoius obrigado pelas dicas como voce fez cm seus ninos :D
bj

Juliani disse...

Não sei onde eu li que meninos normalmente são mais difíceis para fazer o desfralde!
Também acho importante esperar a hora certa!
Que bom que foi tudo tranquilo!
Beijos

Germara disse...

Telma,
Como não leio o blog sempre, aproveitei o tempinho que tive hoje e li vários posts. Que leitura deliciosa! Você está de parabéns e o Henrique também, pela mamãe e o papai. Lembrei de várias fases dos meus meninos. Aproveite essa fase. É muito gostosa e passa muito rápido! As outras fases tbem são ótimas, mas essa é encantadora.
Adorei visitar o blog de novo!
Bjos.
Germara

Celi disse...

Telma,
Adorei o seu post. Acho que esse é mesmo o caminho. Temos que ir com calma, pois as crianças dão dicas. Apontam um tanto sobre o próprio desenvolvimento, a hora certa.
Quanto a noturna, com o Felipe também demorou mais. Mas foi questão de duas semanas para tudo entrar nos eixos. Ele fazia xixi antes de dormir e logo começou a acordar com a fralda seca.
Agora, o Thomas que completará dois anos essa semana, já fala que fez cocô e pede para tirarmos. O incômodo (de certa forma) começou e acho que logo, logo conseguiremos tirar a fralda. Quero só esperar a chegada do Lucas.
Esse livro parece mesmo ser bacana. Pedirei para a vovó trazer de presente para o Thomas. Beijos, beijos

Carol Liôa disse...

adorei ler seu relato d desfralde, eu ainda ñ tinha pensado nisso, mas lendo um pouco ja posso ir me preparando né! bjssss

Telma disse...

Meninas, que bom que gostaram e que concordam! Nao precisam achar que está na hora porque já está na idade certa. Observem as dicas da criança. Antes de tirar observem muito e comecem a levar a criança no vaso colocando a fralda em seguida. Facilita bastante. Germara, quanta honra! Muito obrigada viu! E volte sempre que tiver um tempinho. Sabe, às vezes fico um pouco desanimada para continuar o blog, mas só continuo por causa de comentários como este. É muito bom saber que o que escrevo faz diferença para algumas pessoas. Beijos a todas!

Laurinha disse...

Telminha, acho que o segredo é exatamente este: bom senso! A idade para cada etapa tem que ser um referencial, e só isso, não é mesmo?
O bom de vir aqui é que quando chegar a minha vez já vou estar bem espertinha... rs!!! Beijão!!!
Ah! E o meu sofá tá lindo...!

Cristiane disse...

Oi querida!!!
Uma amiga me aconselhou ao pai ir no banheiro com o Bruno porque menino tem mania de imitar papai... Não deu outra aprendeu super fácil... Cris