sábado, 26 de novembro de 2011

Minha casa, minha vida

Meu objetivo não é falar sobre Política. Mas gostei muito do nome escolhido pelo Governo Federal para esse programa habitacional. Expressa muito bem o sentimento dos brasileiros quando o assunto é a casa própria. Todo brasileiro luta para realizar esse sonho. Acredito que todo mundo pode conseguir realizá-lo. Com planejamento, economia e união de forças, principalmente quando há um casal que luta na mesma direção, esse sonho é possível. 
Mas quero falar de casa em um sentido mais geral, que é o do nosso lar. Não importa se é próprio, alugado ou emprestado. É o lugar que a gente mora, cuida, ama e valoriza. É o lugar onde somos o que somos, com uma liberdade que só existe lá. Não importa se é pequeno ou grande, novo ou velho, arrumado ou bagunçado. É o melhor lugar do mundo sempre!
Quem tem a sua casa e, por algum motivo, já precisou sair dela, entende bem o que estou falando. A gente sente tanta falta que parece que perde um pouco a identidade. Um pouco de você fica lá na sua casa esperando a sua volta.
Foi o que aconteceu comigo nesses últimos meses. Sai da minha casa para uma reforma, mas parte de mim ficou lá. E por mais que eu tenha sido muito bem acolhida pela minha família, eu estava contando os dias para voltar para casa. No final, eu nem queria que ficasse boa a reforma. Queria que acabasse logo, de qualquer jeito, só para voltar para minha casa. 
Quando decidimos fazer uma reforma, sabemos que não vai ser fácil. Se você decidiu reformar ou construir, pode ter certeza que várias coisas vão sair do seu controle e do seu planejamento. Decidiu gastar X, pode ter certeza que gastará XX. Planejou que durará 1 mês, provavelmente levará, no mínimo, 2 meses. Pensou em renovar algo, claro que resolverá trocar quase tudo. Considerou a hipótese de que pode dar algo errado, pode esperar uma infinidade de problemas no decorrer do caminho. Você terá que fazer e refazer até tudo ficar mais ou menos conforme você esperava. E certeza que não ficará completamente perfeito, porque no meio do caminho você precisa improvisar e conformar-se com a falibilidade humana. O maior problema, sem dúvida, sempre será a mão de obra. Não conheço uma pessoa nesse mundo que nunca teve dor de cabeça com pedreiro, marceneiro, eletricista e pintor. Se eles não resolverem te abandonar no meio da obra, considere-se um afortunado, pois isso aconteceu conosco.
Mas superados todos esses obstáculos, sabemos que vale a pena ter o gosto de melhorar o nosso cantinho. Por um momento até nos arrependemos de ter começado essa maratona. Depois olhamos tudo pronto, bonito e novinho, e agradecemos.  Agradecemos a Deus pela oportunidade, à família que nos acolheu, aos profissionais que concretizaram nosso sonho (principalmente àqueles que consertaram o que os outros fizeram errado) e, também, a nós mesmos porque sobrevivemos a tudo isso.  
Depois de muito estresse e vários problemas, estamos voltando para casa com muita alegria! Já fazem algumas semanas que estávamos anunciando o fim. Fomos adiando uma, duas, três semanas, mas agora estamos mesmo de volta!
O Henrique ficou tão feliz fora de casa que não quer voltar para ela. Ele amou tanto passar esses dias cheios de companhia, amor, brincadeiras e "cocoiate" que nem quer voltar. Precisei contar que havia uma surpresa no quarto dele. "É cocoiate, mamãe?" Não. "É jujuba, mamãe?" Não, não é nada de comer! "Tá bom, mas depois eu queio a casa da vovó e da Didi!" Posso com isso?
Voltamos para casa, olhei bem, pensei e percebi que, aos meus olhos, ficou sim tudo perfeito! Afinal, é a minha casa, minha vida!

16 comentários:

Mon Maternité disse...

Bem Vinda!!! Uma coisa é nossa casa, outra bem diferente é o nosso lar ... lar doce lar!! Que essa volta seja muito abençoada e com ela, muitas coisas maravilhosas!!!

Aproveitem demais tudo isso!
Beijos e um ótimo domingo, Má
www.monmaternite.com

Ivna Pinna disse...

Telma, amiga, tô quase chorando lendo teu post. Tô me sentindo assim mesmo, com essa sensação de está em casa, de querer casa. Que bom que já terminou e vcs estão de volta ao lar!
Aqui era pra ser um mês, mas já estamos no segundo.. =( To rezando pra que termine antes do natal! Porque haja dor de cabeça né?

Beijão
E parabéns pela conquista da casa renovada e de estar no lar novamente! rs

Funny Paper disse...

Telma, saudades de vc! E, como sempre, ao ler seus posts, me encanto com sua sensibilidade... eu, canceriana, adoro voltar pra casa, depois de um dia de trabalho, chegar e tirar os sapatos, não tem nada melhor!

Que bom que vc está voltando para sua casa, que a reforma deu certo!

Passa lá no Funny que está tendo sorteio!

Bjs

Sil

Mundo do Dani disse...

Eu adoro, chegar da escola, tirar os sapatos, calçar chinelos e descansar. Ah mentira !
Chega da escola - tomar banho - trabalhos de casa .
Bem diferente mas também bom, estar em casa sempre é bom, mas confesso que com 13 anos prefiro ir para a rua <3

Juliani disse...

Eu sou super caseira, amo ficar em casa, e nada como uma casa bonita.
Sei bem como são reformas, passei grande parte da minha infância com reformas, é um caos danado mas no final vale a pena!
Parabéns pela reforma!

Beijos

Minha Maria disse...

Também sou caseira, viu?!
E estou louca para sair do ap e ir para uma casa...mas quem me dera ter condições! quem sabe um dia...
Beijos e boa sorte!

Laura D. disse...

Telminha, seja bem-vinda à sua nova casa!!! Por aqui... muitas e muitas saudades... Beijos!

Cristiane disse...

Ufa , bem vinda a sua casinha!!! que bom que tudo acabou... cris

Funny Paper disse...

Oi querida!!

Brigadão pela divulgação do bazar!!

Agora é só torcer para ganhar!!

Bjs

Sil

Angi disse...

Ai que delícia!
Eu amo a minha casa, e amo viajar, mas amo voltar para casa!
Que bom que deu tudo certo,amiga, até nos imprevistos, aconteceram momentos especiais!
Beijos em vocês, e estou te mandando email agora!

Ana Júlia disse...

Lar Doce Lar!!!

Ah, amei esse papai Noel de Trenó que fica sambando aí no teu blog. Ahahaha. Tá uma gracinha!

Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi,
Aaaaah! Nada como nossa própria casa.
Desculpa a demora em responder.
Tava um pouco enrolada!
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Laiz disse...

Que lindo Telma!Delícia nossa casinha, nosso cantinho!! Que seja o início de momentos ainda mais felizes!!! Bjãooo grandeee

Funny Paper disse...

Telma!!! Adivinha quem foi sorteada no sorteio de divulgação do Funny Paper?!

Foi vc!!! Parabéns!

Estou te enviando um email para vc me passar seus dados para envio do mimo!

Bjs

Sil

Ana Júlia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Júlia disse...

Oi Telma

Obrigada pelas palavras carinhosas.

Um ótimo Natal, e que Deus recarregue tuas energias para que continues a educar teu filho com sabedoria e amor.

Beijos